RSS

Arquivo da tag: apple

Pronto para o Mandriva 2011? Veja algumas imagens

Ontem, 29/06, Eugeni Dodonov nos entregou o primeiro RC do Mandriva 2011, e foi uma grata surpresa!
A nova identidade visual do Mandriva é surpreendente!
Mas não é só isso, o Mandriva 2011 representa a maior renovação dessa distribuição em todos os tempos.
Confira algumas novidades:
· Linux kernel 2.6.38.7;
· KDE SC 4.6.4;
· Novo design;
· Novo gerenciador de login;
· Novo tema de desktop;
· Novo Plasma widgets;
· Novos icons;
· Novos wallpapers;
· Novo splash screens;
· Novo launcher;
· Novo boot screens;
· Novo Mandriva Control Center;
· Mandriva Sync;
· Mandriva Sphere;
· Mozilla Firefox 5.0;
· Opera 11.50;
· Xorg Server 1.10.2;
· Mesa 7.10.3;
· Pidgin 2.9.0;
· KDEPim 4.6.0;
· iptables 1.4.11.1;
· Chromium web browser 12 e 13;
· Processo de booting melhorado;
· Wireshark 1.6.0;
· VLC 1.1.10;
· Shotwell 0.10.1;
· Clementine 0.7.1;
· Samba 3.5.9;
· GCC 4.6.1;
· Octave 3.4.2;
· GIT 1.7.6;
· rsyslog 5.8.2;
· ffmpeg 0.7.1;
· KDevelop 4.2.3;
· Wine 1.3.23;
· Horde Groupware 3.3.11
· SQlite 3.7.7;
· Pulseaudio 0.9.23;
· coreutils 8.12;
· Python 2.7.2;
· Blender 2.58;
· Mozilla Thunderbird 3.1.11;
· Drizzle 2011.06.19;
· systemd 29;
· hugin 2011.0.0;
· WebKit 1.4.1.


 

 

 

Aproveite!

Anúncios
 
 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Aqui está o que o Mandriva 2010.1 tem pra você:

Mais rápido, mais sexy.


Prepare-se para ficar impressionado com o seu sistema! Ele inicia mais rápido do que nunca!
Mandriva oferece três diferentes temas projetados por um profissional para melhorar sua experiência de usuário: escolha o que você quiser!
Se você não encontrar o que melhor lhe convier, escolher entre todos os wallpapers disponíveis

___________________________________________________________________________________________________________________________________________

GNOME 2.30.1.

* Como uma prévia do GNOME 3.0, você pode dar uma olhada no gnome-shell que redefine as interações dos usuários com seus desktops.
* Tomboy agora pode sincronizar suas notas com o serviço web Snowy
* Pitivi video editor foi atualizado para a versão 0.13.4, que inclui uma reescrita completa.
* Empathy é agora instalado por padrão ao invés do Pidgin.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________-

KDE 4.4.3
Muitas novas funcionalidades para o KDE 4, incluindo algumas que foram notavelmente presentes no KDE 3, mas falta no KDE 4.0, 4.1 e 4.2, juntamente com algumas novas características. Também deve fornecer uma experiência de desktop mais estável do que o KDE 4.2.

* Dados sobre a migração do KDE 3: os dados serão copiados e migrados para o KDE 4 (preferências do usuário, e-mails, …)

* Nepomuk: a tecnologia Nepomuk foi integrada. Você será capaz de organizar o seu desktop, dependendo de seus projetos, anotar documentos… Informações completas

* Amarok versão 2.3.1 final: muitas correções de bugs e a volta capacidade para ler CDs

* KMess MSN Live messenger instantâneo 2.0.3.

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Mandriva desktop inteligente.

Seu ambiente de trabalho é ainda mais inteligente e ajudará-lo em suas atividades diárias.

Você tem muitos documentos, e-mails, dados, imagens, vídeos. Agora você pode organizá-los de acordo com seus projetos. Adicionar notas, comentários, tags em clics do mouse.

Seus dados estarão então disponíveis, mais facilmente, justamente quando você precisa deles.

________________________________________________________________________________________________________________________________


OpenOffice

Mandriva Linux 2010 Spring inclui-Go OO vindo do OpenOffice.org popular. Isso significa mais recursos, como suporte SVG, transições 3D, suporte VBA, integração ao KDE 4 e Inclui extensões úteis.

_________________________________________________________________________________________________________________________


Configure o seu desktop.

Mandriva Control Center é uma característica exclusiva do Mandriva Linux. É até mais fácil de configurar o seu sistema, rede e hardware.

O gerente de software rpmdrake dá acesso a mais de 20.000 pacotes de software.

A impressora é automaticamente detectada e pode ser configurada em poucos cliques.

Internet nunca foi tão fácil: se conectar à Internet ou em banda larga, Wi-Fi ou 3G.

Você nunca foi tão seguro: você está protegido contra vírus e spyware graças ao firewall embutido. E graças ao controle dos pais, seus filhos podem ter acesso seguro à Internet.

___________________________________________________________________________________

Essas são apenas algumas das características do melhor sistema operacional disponível!
Obtenha agora mesmo a versão Powerpack ou uma das versões gratuitas do Mandriva Linux!

Texto adaptado do site http://www.mandriva.com

 
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ubuntu: A banda podre do Linux

dori_ubuntu_250708_2Li no site GuiadoHardware uma matéria que inicialmente tratava sobre o ciclo de atualização e lançamento de novas versões do Fedora Linux, mas a cada linha ficava perplexo ao assimilar o prejuízo que o Ubuntu vem dando as outras distribuições. Mas esse prejuízo não é financeiro somente, também é um prejuízo intelectual, já que a distribuição apenas colhe as tecnologias das outras, lança primeiro e ganha a fama. Ubuntu (Canonical) é um grande sangue-suga do mundo Linux. Eu não uso por não achar uma boa distribuição e também não recomendo pra ninguém.

Segue a matéria:

Fedora release cycles: longer or shorter?
Autor original: Jonathan Corbet
Publicado originalmente no:
lwn.net
Tradução: Roberto Bechtlufft
Data original: 12/11/2008
Disponibilizado para tradução: 20/11/2008

O lançamento do Fedora 10 esteve previsto para 25 de novembro, um pouco mais tarde do que havia sido planejado originalmente. É fato que atrasos em lançamentos do Fedora não são novidade, mesmo quando o projeto não está lidando com sérias avarias em sua infra-estrutura fundamental (diga-se de passagem, essa história ainda não foi totalmente esclarecida). Parece que a espera pelo Fedora 10 valeu a pena, mas o projeto não esperou pelo lançamento para começar a pensar no ciclo de lançamentos de futuras versões. Alguns debates sobre o assunto nos permitiram ter breves vislumbres da pressão sentida pela liderança do Fedora.

Uma recente análise em vídeo do Fedora 10 foi vista pelo projeto como algo não muito favorável:

Mas a maior queixa expressada pelo projeto é outra: trata-se do crédito dado ao trabalho realizado por desenvolvedores do Fedora. Como disse o líder do Fedora, Paul Frields:

    Outro ponto que me deixou perplexo foi o apresentador indicar que o Fedora tinha muitos dos recursos presentes no Ubuntu 8.10. Isso de fato procede, mas o fato é que muitos desses recursos foram criados por contribuidores do Fedora, dentro e fora da Red Hat. É bom nós enfatizarmos isso.

As discussões subseqüentes indicam que um vasto número de desenvolvedores do Fedora tem a sensação de que outras distribuições, especialmente o Ubuntu, estão levando a fama pelas melhorias que são desenvolvidas pelo Fedora. Não é a primeira vez que esse tipo de preocupação surge; dizem que a Novell desenvolveu o XGL a portas fechadas para que o Ubuntu não fosse o primeiro a utilizá-lo. O Fedora não parece estar considerando a hipótese de fechar o desenvolvimento ao público, o que seria contrário à natureza aberta do projeto, mas há outras alternativas sendo discutidas.

O projeto Fedora, mais do que tudo, quer que o mundo saiba do trabalho que seus desenvolvedores estão tendo. Iniciativas como a lista de recursos de cada versão ajudam a difundir as informações antes do lançamento da versão oficial. Também se discute uma divulgação mais agressiva em blogs, sites de notícias etc. O projeto até postou uma proposta de calendário de marketing para ajudar a garantir que as atividades de marketing adequadas aconteçam nos momentos certos do ciclo de lançamento.

O antigo líder do Fedora, Max Spevack, fez uma sugestão diferente:

    Se os recursos e o lançamento deles antes das outras distros são um problema devido à nossa posição no calendário em relação ao lançamento do Ubuntu, o que dá a eles a chance de lançarem uma nova versão primeiro e receber boa parte do crédito pelos novos recursos enquanto a crítica e a imprensa não compreendem onde o trabalho upstream é realizado (no Fedora, por exemplo), então o marketing do Fedora deveria pedir ao comitê do Fedora que alterasse um pouco as datas de lançamento de maio e de novembro para que o ciclo do Fedora se encerrasse antes do ciclo do Ubuntu.

Essa proposta evoca a visão de distribuidores correndo para ver quem lança sua distro primeiro, levando a ciclos de lançamento ainda menos e a uma correspondente queda na qualidade das versões. É difícil de imaginar que ser o primeiro confira uma vantagem de marketing tão grande; deve haver uma alternativa melhor.

Não parece que o Fedora vá trilhar esse caminho para um contra-ataque tão cedo. Na verdade, se o calendário proposto para o lançamento do Fedora 11 for aprovado, vai acontecer exatamente o contrário. No passado, o Fedora respondeu a um lançamento atrasado com um ciclo de lançamento subseqüente reduzido para acertar o calendário. No Fedora 11, pelo visto, isso não vai acontecer; o projeto não tentará lançar a nova versão no mês de maio.

O motivo para que o ciclo do Fedora 11 não seja reduzido é o seguinte:

    O Fedora 11 vai ser extremamente importante para o Red Hat Enterprise Linux (também conhecido como RHEL). O plano para o RHEL 6 é ter como base para novas tecnologias e recursos as versões 10 e 11 do Fedora. Isso inclui boa parte do trabalho que está sendo realizado no upstream, e que deve se concretizar nesses dois lançamentos.

Reduzir o ciclo do Fedora 11 tornaria mais difícil encaixar todas as alterações planejadas para o RHEL6. Isso é um problema para a Red Hat, e como a Red Hat praticamente banca a existência do Fedora, os problemas da Red Hat são problemas do Fedora. Além disso, parece que vários engenheiros do núcleo da Red Hat vão trabalhar no Fedora durante o próximo ciclo para ajudar a aprontar os recursos que devem ser incluídos no RHEL-6. Se o próximo ciclo for menor, o Fedora terá menos atenção desses desenvolvedores. O Fedora prefere evitar isso e tirar proveito dos engenheiros do RHEL enquanto pode.

Por isso, a proposta é manter o ciclo de seis meses para o Fedora 11 e lançá-lo no início de junho. O ciclo do Fedora 12, no entanto, será encurtado para que o calendário do projeto se acerte. Espera-se que o anúncio antecipado facilite os planos para esse ciclo reduzido; Jesse Keating também sugere que o projeto “se foque mais em aperfeiçoamentos do que em grandes recursos arrebatadores no Fedora 12”. Os mais cínicos de nós podem concluir que o Fedora 11 vai ser entupido de recursos novíssimos que a equipe do RHEL deseja avaliar, e que o Fedora 12 será a versão em que essas novidades todas estarão realmente estáveis. Mas eu não seria cínico a esse ponto, imaginem…

As primeiras reações ao calendário proposto foram quase totalmente positivas, e parece que as coisas vão mesmo tomar esse rumo. Alguns desenvolvedores do Fedora podem achar que lançar uma versão após o Ubuntu põe suas relações públicas em desvantagem, mas há outras preocupações tidas como mais importantes. Como essas “outras preocupações” podem ser encaradas como “aproveitar o tempo disponível para focar no trabalho de desenvolver novos recursos para a próxima versão estável”, fica difícil argumentar contra elas.

Créditos a Jonathan Corbetlwn.net
Tradução por Roberto Bechtlufft <roberto at bechtranslations.com>

 
5 Comentários

Publicado por em 28/11/2008 em Uncategorized

 

Tags: , , , , ,

K3b, Mandriva e o exemplo.

k3b-logojpgNavegando por aí, notei uma particularidade no site oficial do K3B, que é para o Linux o que o Nero é pro Windows. Notei que o K3B é apoiado e patrocinado pela Mandriva. O que tem de especial nisso? O exemplo que o mundo do software livre pode dar! Um apoio silencioso, que não exige exclusividades e que todos os avanços são compartilhados com toda a comunidade pertecente ao mundo do software livre e aberto. Esse é um tipo de apoio não visto no meio “fechado e pago”, não é feito nenhum tipo de acordo sem um grande interesse financeiro imediato.

Esses fatos me fazem ter orgulho de pertencer ao mundo do Linux e a família Mandriva. Não apenas esse exemplo me motiva a isso, mas é comum ter grandes iniciativas, totalmente úteis e valiosas, de pessoas que tem um único interesse, melhorar a vida dos usuários e aumentar sua paixão por tecnologia, mesmo que as vezes não ganhe pra isso. É bonito ver o avanço dessas empresas, que hoje lutam com duas das maiores devoradoras (Apple e Microsoft) sem medo e de igual pra igual, no que diz respeito aos avanços e qualidade.

Parabéns comunidade livre, parabéns Linux!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 04/11/2008 em Linux, Tecnologia

 

Tags: , , , ,